traducao-do-ingles-para-portugues

10 Dicas de Tradução do Inglês para o Português

Se você pensa em iniciar-se na carreira de tradução provavelmente já deve ter um curso de línguas no currículo, mas, algumas dicas nunca são demais para que você possa exercer esta, que é uma das funções que mais crescem e ganham espaço no mercado de línguas.

Seja para trabalhar com legendagem ou mesmo para traduzir livros ou artigos inteiros para fins acadêmicos ou profissionais, saber inglês é essencial, mas é preciso conhecer muito bem algumas regras importantíssimas para você que está iniciando nesta área.

Por isso separamos aqui 10 dicas de tradução do inglês para o português que irão ajudar você na hora em que se deparar com algumas dessas tão comuns dificuldades listadas abaixo.

  1. O Verbo no Gerúndio que antecede um substantivo funciona como adjetivo

O gerúndio é uma forma nominal do verbo, ou seja, uma forma verbal que recebe características de verbo e de nome (substantivo, adjetivo ou advérbio), no inglês esta forma verbal aparece bem mais evidente, já que a terminação -ing no final do infinitivo o indica.

Mas nem sempre será assim, como pra toda regra existe uma exceção, verbos que terminam com a letra -e­ precisam de flexão, assim como os que terminam com -ee.

Assim, ao traduzirmos a frase This is a frightening film a frase ficará melhor aceita se escrevermos assim: “Esse é um filme assustador”.

  1. A Palavra Does como Ênfase

Na frase She does work o verbo to do nesse caso funciona para enfatizar o verbo work, traduzindo-se ficaria algo como “Ela realmente trabalha”, já que do, does e did funcionam como alternativa ao advérbio really.

Como, por exemplo nas frases:

I like your ne car/I do like your new car – “Gosto do seu carro novo”/”Gosto mesmo do seu carro novo”

She love him/She does love him – “Ela o ama”/”Ela o ama de verdade”

I study French in high school/I did study French in high school – “Eu estudei francês no ensino médio”/”Eu realmente estudei francês no ensino médio”

  1. O Verbo Pode Ser Acompanhado de Preposição e Ter seu Sentido Mudado

Não somente preposições mas também partículas adverbiais, por exemplo, to bring significa “trazer”, mas to bring up significa “cuidar” ou “educar uma criança”.

Outros exemplos nas frases a seguir:

Who is going to look after the children while you are way? (“Quem vai cuidar das crianças enquanto você estiver fora?”).

They brought up their children in a very traditional way. (“Eles educaram os filhos de uma maneira bem tradicional”).

When the bell rang, the students quickly put their books away. (“Quando o sinal tocou, os alunos rapidamente guardaram seus livros).

  1. Quando a Oração Começar com o Pronome “IT”

Neste caso a melhor opção é desconsiderá-lo na hora de fazer a tradução, como no exemplo a seguir:

It was raining (“Estava chovendo.”).

  1. There pode ser verbo haver

There, que em português significa “ali” pode ser o verbo haver se estiver acompanhada do verbo be, como em:

There has been many problems here (“Tem havido muitos problemas aqui”).

  1. Must nem sempre tem o sentido de obrigação

O verbo modal must tem o papel de auxiliar o verbo principal numa frase, assim como no exemplo a seguir:

It must be John (“Deve ser o John”).

  1. Since nem Sempre Será “Desde”

Since, que está quase sempre associado a trazer alguma coisa do passado à tona, retomando-a, nem sempre estará com esse sentido, como:

Since they are good friends they are always together. (“Já que eles são bons amigos eles estão sempre juntos”).

  1. Falsos Cognatos

Um dos erros mais recorrentes entre os iniciantes, os falsos cognatos são aquelas palavras que acreditamos conhecer o seu significado pela sua grafia mas que acabam por induzir-nos ao erro.

Por exemplo: actually (“na verdade”), push (“empurrar”) e brave (“corajoso”).

  1. Expressões

Algumas expressões podem ser traduzidas de forma incorreta se forem levadas ao pé da letra, já que a maioria delas não possuirá sentido algum no português.

  1. Out, Into, Up e Phrasal Verbs

Estruturas formadas por um verbo, preposição (ou advérbios) formam os phrasal verbs, que se utilizam especificamente de preposições – tal estrutura não existe no português.

Por exemplo, ao trocarmos um único componente na frase look out (que significa “ter cuidado”) por look into (que significa “verificar”), são expressões que podem pegar você na tradução do inglês para o português, por isso look out!

E aí, gostou deste artigo? Ele foi útil para você? Deixe nos comentários! Compartilhe em suas redes sociais, marque seus amigos e fique ligado em mais dicas para melhorar o seu inglês!

 

Compartilhar esta publicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *